2

[Projeto de leitura] - Livros de Sangue 2 - Clive Barker

Olá, queridos leitores... Sei que estou atrasada no Projeto Livros de Sangue em seis meses, pois deveria ter concluído a leitura do segundo volume e postado a resenha em fevereiro, mas só agora em fins de março pude trazer o post por aqui...


Livros de Sangue Volume II nos contempla com cinco grandiosos contos de Clive Barker: Pavor, A corrida do inferno, O testamento de Jacqueline Ess, As peles dos pais e Novos assassinatos na Rua Morgue. Apesar de não terem nenhuma relação entre si, o que estes cinco contos possuem como elemento comum, além da poderosa narrativa descritiva e densa do autor - são os questionamentos existenciais por parte dos personagens envolvidos...

Com trechos bastante escatológicos compondo o cenário terrorífico onde as histórias acontecem, o leitor sente ímpetos nauseantes ao tentar visualizar tais descrições assombrosas, que poderiam levar-nos à loucura caso saíssem do ficcional para a nossa realidade... Por essa maestria em contar histórias de terror, Barker é considerado um dos melhores autores contemporâneos do gênero...

"O papel de parede do salão de entrada tinha cor de merda, e a tinta também. Era como caminhar, num intestino; no intestino de um cadáver, frio e repleto de merda."

Há um quê de artístico na composição sinistra de mortes e cadáveres que se amontoam ao longo das páginas. É visível sua inspiração em autores clássicos do gênero, e claras suas referências, como no último conto do livro, que faz alusão a uma das obras mais famosas de Edgar Allan Poe - Novos assassinatos na Rua Morgue. Mas voltemos ao início e logo encerro falando sobre esse conto...

Pavor é sobre a obsessão de um homem pelo medo, fazendo com que ele sequestre alguns conhecidos a fim de incutir-lhes o que há de mais tenebroso, levando-os a um estágio de loucura e carnificina... É forçar o medo no outro para que se liberem nele os instintos mais selvagens e primitivos... Pavor ganhou uma adaptação cinematográfica em 2009, intitulada Dread [Lentes do Mal no Brasil]. Não chega a ser um primor, mas vale uma conferida...

A corrida do Inferno traz o plano como um ser quase palpável, que disputa uma corrida de caridade a cada cem anos. O juiz da corrida é o Diabo em pessoa, e vai se apossando daqueles que não cruzarem a linha de chegada... Neste conto percebe-se a dualidade Bem versus Mal numa disputa em que poucos conhecem seu verdadeiro propósito. Se algum humano vencer, vai evitar o fim do mundo, por pelo menos mais cem anos. No dia que o Inferno vencer, tudo se extinguirá...

Jacqueline é uma mulher com um poder misterioso e fatal. Através do sexo, ela seduz os homens e um deles é escolhido para lhe ensinar o Poder. Acaba se frustrando com suas expectativas, deixando um rastro de sangue e carne retorcida para aqueles que tentam subjugá-la... O ódio crescente faz com que Jacqueline se vingue daqueles que ousarem cruzar seu sangrento caminho... Temos em meio ao cenário sanguinário um romance, rendendo um dos desfechos mais 'poéticos' na obra de Clive Barker...



Em As peles dos Pais, um homem se encontra perdido no deserto do Arizona até avistar um grupo de seres esquisitos. Quando este percebe que não se tratam de pessoas a quem ele poderia ter gritado por ajuda, têm-se início a uma perseguição... Posteriormente, numa cidadezinha próxima, mais eventos e personagens se entrelaçam revelando o motivo da presença de tais criaturas... A descrição de criaturas tão bizarras e horripilantes vão mexer com o imaginário do leitor... Hibridismo doentio e repugnante...


O último conto faz referência a Os assassinatos na Rua Morgue, do aclamado Edgar Allan Poe. O antigo horror está a espreita e começa a fazer novas vitimas... A história se recria e Lewis adentra num segredo de Philipe que jamais gostaria de descobrir... Lewis não poderia imaginar que a história narrada a Poe por seu avô e que deu origem a publicação viria ao seu encontro... 


Assim como no primeiro livro, alguns dos contos dessa edição compõem o Tapping the Vein [Skins of the Fathers e Hell's Event]. Posteriormente, foram adaptadas ainda para essa série de quadrinhos Dread e New Murders on the Rue Morgue.

A próxima discussão será sobre os contos do volume III: O filho do Celulóide / A cabeça descarnada / Confissões da Mortalha [de um pornógrafo) / Bodes expiatórios / Restos humanos. Fiquem de olho no blog... 


Livros de Sangue na Estante Virtual;
Posts relacionados a Clive Barker aqui no Torpor - Lançamento DarkSide  |  Hellraiser | Projeto de leitura Livros de Sangue em seis meses


3

Parceria - Odysseus Editora


Através desse post venho anunciar mais uma maravilhosa parceria para o blog. Dessa vez com a Odysseus Editora, especializada em obras clássicas gregas. 

Sua proposta editorial é voltada para publicações na área de Filosofia, Arqueologia, Mitologia, Arte e outras áreas ligadas do conhecimento humanista. Tem como objetivo atender também a professores/educadores e estudiosos acadêmicos com livros paradidáticos nas coleções Imortais da Ciência, Coleção Mitologia Helênica, Coleção Agon O espírito do Esporte  e literatura infantil...

É imenso meu prazer em ter fechado essa parceria, em virtude de ser apaixonada pela cultura grega, e por ser Historiadora. Entre os destaques das  coleções da Odysseus temos oito volumes da Mitologia Helênica: Édipo, Hércules, A Odisseia, Ilíada: a guerra de Troia, Jasão e os argonautas, Os deuses do Olimpo, Prometeus, os homens e  outros mitos e Teseu, Perseu e outros mitos.

A coleção Koúros contempla os títulos Filoctetes, Rei Édipo, Hipólito, Medeia, Os trabalhos e os dias, Hinos Órficos - Perfume, Hino Homérico II - a Deméter, Hino Homérico IV - a  Hermes e Hinos Homéricos I - do VI ao XXXIII. Essa coleção é bilíngue. 

Outra coleção digna de destaque é a de Estudos Clássicos, que possui títulos como Aprendendo Grego, Aprendendo Latim, Atores gregos e romanos, Arte grega e Letramento e Oralidade na Grécia Antiga.

Como podem ver, a editora tem títulos que prezam pela qualidade de suas traduções e que são imprescindíveis aos apaixonados pela Grécia e o legado que nos deixaram no mundo contemporâneo, desde o período da Antiguidade... Fico feliz de poder compartilhar esse conteúdo com vocês e espero que apreciem o trabalho da Odysseus...

Aproveito para anunciar também que até o último dia desse mês de março, a Coleção Koúros está com até 40% de desconto na compra de um de seus livros... Visitem o site da editora: 



Beijos e até a próxima... 
1

12 Meses de Poe - Eleonora








Eleonora é mais um conto lido por mim por causa do Desafio 12 Meses de Poe. Já tinha lido uns anos atrás, mas é sempre bom revisitar tais histórias...

Publicada em 1842, conta a história de dois primos, seguindo a narrativa do personagem que - mais uma vez, a alcunha é desconhecida do leitor - em que ele descreve o local onde vive com a jovem e a mãe dela, sua tia. E passam-se 15 anos vivendo ali, até que a paixão aflora de ambos os lados...

Porém, o destino se revela cruel quando percebe-se que Eleonora está doente e seus dias de formosura na Terra estão prestes a ser encurtados... Ela não teme a hora final, e o rapaz faz uma jura de amor, prometendo jamais envolver-se com alguém enquanto vivo... 

Algum tempo depois, o narrador resolve ir embora do Vale onde passou a infância, e chega numa estranha cidade... Lá, conhece uma mulher chamada Ermengarda e a promessa que tinha feito a sua prima está prestes a ser quebrada...

Eleonora é um conto que pode ser considerado 'feliz' e tem um quê de autobiográfico... Muitos consideram que Eleonora do conto seria sua prima e esposa, Virgínia, que após cinco anos enferma acabou falecendo...Talvez nesse ínterim, Poe nutrisse algum sentimento por outra mulher...

É possível encontrar certa poética mesclada aos tons de morbidez ao longo da história. Lirismo e toques sobrenaturais dão mais suspense à narrativa... Eleonora é um conto que traduz bem as promessas feitas na adolescência... efêmeras como o vento, embora quando feitas possam se mostrar eternas... 





7

O livro de ouro do Recruta Zero Volumes 3 e 4

A Pixel Editora vem publicando nos últimos meses volumes d'O Livro de ouro do Recruta Zero. Já estamos em quatro volumes e cada um deles traz um período diferente das tirinhas do Quartel Swampy. O volume três aborda o período entre 1963 a 1994, sendo considerado o período mais apreciado pelos leitores da série... Personagens como Sargento Tainha, Oto, Cuca e Dentinho tem destaque especial, por representarem personalidades icônicas no quartel. 


Ao todo, são mais de 300 tirinhas que compõem este volume. As brigas entre Zero e o Sargento Tainha, devido a sua preguiça em executar pequenas atividades. A comida peculiar do chefe Cuca, geralmente apreciada apenas por Tainha e que vai ao lixo com os demais membros do quartel... É divertido acompanhar as peripécias de Tainha e seu cão Oto, que por vezes parece ser o único a ter sensatez ali...


Após algumas críticas pelo fato do quartel não possuir personagens negros, surge Mironga, trazendo representatividade aos negros. Ele ainda possui cabelo black power - nada convencional num quartel militar. Por fim, O volume três ainda nos apresenta uma namorada 'perdida' do Recruta Zero, que posteriormente namorou dona Tetê, mas que antes da tirinha ganhar fama, tinha em Bunny seu grande amor... Ela surgiu pela primeira vez em 26 de outubro de 1959. 

O Livro de Ouro do Recruta Zero volume 4 nos brinda com as cinco décadas iniciais da série, até o período das décadas de 1980/1990. Este volume reúne tiras que apresentam as origens e desenvolvimentos de vários personagens, bem como contextualizações e críticas sobre fatos históricos dos Estados Unidos da América, como a Guerra da Coreia, por exemplo. Foi em 13 de março de 1951 que o protagonista Zero se alistou no exército, mas nunca deu baixa nem foi a guerra.

No capítulo referente as tiras do Sargento Tainha, é mencionada uma esposa que 'caiu no limbo', bem como sua figura que foi modificada com o passar dos anos...Ele era mais magro e sua dentição também se modificou...  A higiene na cozinha de Cuca sofreu modificações. Cuca é outro personagem no rol dos clássicos, pertencente ao período formativo da tira...

Dentinho é conhecido por sua ingenuidade, mas houve outro soldado com características semelhantes a ele, que acabou não durando muito tempo: Ozone. Essa edição divide as tiras por personagens clássicos, os generais, o resto da tropa e mulheres. Temos momentos hilários com o Tenente Escovinha e Capitão Durindana. O Capelão é outro personagem que não poderia deixar de faltar na história...

Cosmo foi o único personagem que subiu de patente. Rocky seria o 'marginal, desajustado, outsider' do quartel, numa suave referência a Geração Beat devido à rebeldia dando os primeiros passos na época em que ele foi inserido ao quartel, no final dos anos 1950. Julius e suas tiras rendem muitas risadas, devido ao tratamento que recebe por parte dos outros membros de Swampy. Sua mania de limpeza e organização fazem com que os companheiros lhe chamem de "Mamãe". E ele bem parece uma 'mãe' no acampamento mesmo...


Temos a Sargento Lorota, durona e forçuda que não deixa Tainha em paz. A senhorita Blips é outra militar, secretária do gabinete do General. Miss Buxley ou Dona Tetê apareceu em 1971 e geralmente é cortejada pelo velhote mais atrapalhado do quartel. Ao contrário das outras mulheres, ela não é militar, atuando apenas como secretária. Atualmente, ela é namorada do Zero. Ainda temos a presença implacável da esposa do General: Martha Dureza. Ao final da edição, conhecemos um pouco a família do Zero, que ele visita quando está de folga do quartel...

O livro de Ouro do Recruta Zero é uma obra saudosista para aqueles que cresceram acompanhando suas aventuras. Excelente também para iniciar a nova geração no trabalho/legado de Mort Walker. Apesar de  aposentado, Walker ainda supervisiona o trabalho realizado com as tiras, desenvolvidas por seus filhos... O livro de Ouro permite algumas deliciosas risadas a todos os públicos...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...